Simão Preto

Memória Viva da cultura popular do Cambury, Simão Preto é o destaque do Bloco de Carnaval “VAI QUEM QUER”, somente agora reconhecido.

A história dos blocos populares de carnaval

Desde meados do século XIX, as ruas da cidade do Rio de Janeiro eram invadidas, nos dias de carnaval, por grupos de pessoas dispostas a se divertir. Até as primeiras décadas do século passado, não havia grandes distinções entre os vários tipos de brincadeiras que ocupavam a cidade e que podiam ser chamadas indistintamente de ranchos, cordões, grupos, sociedades, ou blocos, entre outras denominações genéricas.

Durante a década de 1920, período em que se destacam questões ligadas à identidade nacional, esse tipo de festa carnavalesca passa a ser vista como espécie de “resumo” da diversidade cultural brasileira. Organizar a “confusão” carnavalesca passa a ser um dos objetivos da elite cultural que, com ajuda da imprensa, começa a definir as diferentes categorias da folia numa escala que iria das sofisticadas sociedades carnavalescas – ou grandes sociedades – até os temidos cordões. (Ferreira, 2005) Dentro dessa nova organização, os grupos do carnaval chamado de popular podiam ser classificados como ranchos (mais sociáveis), blocos ou cordões (carnaval descontrolado).

Bloco carnavalesco do Cambury “Vai quem quer”

A elite cultural do país costuma desdenhar a existência dessas festas populares, exceto quando estas geram lucro. Após décadas de atuação sem qualquer tipo de apoio, o bloco de carnaval popular do Cambury “Vai quem quer” foi reconhecido pela Fundart e a Secretaria de Cultura do município, como um dos mais antigos da cidade de Ubatuba. Tardou, mas a elite se rendeu à cultura viva.

O idealizador e promotor da tradicional marcha de carnaval é o caiçara conhecido como Simão Preto, homem simples, cordial e hospitaleiro, que mora no setor Jambeiro do bairro do Cambury, entre o mangue e a praia. Lá, ele recebe vários amigos e outros amantes do samba para se divertir, trocar ideias e pensar formas de intervenção cultural na região norte do estado de São Paulo, bastante esquecida pelo poder público há muitos e muitos anos. Até hoje a comunidade suplica pela construção de 3 pontes no bairro, em vão…

Simão Preto, mestre e regente do tradicional bloco do Vai Quem Quer, divide seu quintal com uma comunidade de guaiamuns, caranguejos de restinga. Neste vídeo ele nos conta como seus inquilinos reagem à presença da luz. “É o guaiamum em choque com a noite que reluz! Óh que saudade!”

Simão Preto é como um mestre griô que reúne amigos em torno do canto, da música e do batuque dos tambores, expressão cultural que faz parte da tradição dos moradores caiçaras e quilombolas do bairro do Cambury, divisa entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Referência: FERREIRA, Felipe. Inventando carnavais: o surgimento do carnaval carioca no século XIX e outras questões carnavalescas. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2005.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Estação de Memórias Cambury tem o prazer de compartilhar arquivos sobre o Bloco de Carnaval “Vai quem quer”, organizado por Simão Preto, na praia do Cambury, divisa de Ubatuba com Paraty.

Veja mais notícias sobre o protagonista Simão Preto:

 

3 pensamentos sobre “Simão Preto

    • Oi, Tonho e Roberta. Tudo bem ai em Cabo Frio??
      Vimos o Simão Preto no último dia 28 de março. Está com saúde e continua alegre como sempre.
      Deixaremos o seu abraço, com afeto, ao nosso amigo Simão Preto.
      Felicidades para ambos.
      Ajudem a divulgar o nosso site de Memórias de Cambury – https://estacaomemoriacamburi.wordpress.com

      Curtir

  1. Pingback: Memória viva da cultura de Cambury “Vai quem quer” | Estação Memória do Cambury

Qual o significado dessa ação para a sua vida?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s