Desenho

Aprendendo a fazer desenho: noções básicas

No dia 16 de novembro pela manhã teve início a Oficina de desenho básico. Após a apresentação dos educadores e dos participantes, todos dispostos em círculo, ao redor de três mesas justapostas, o educador Valter Luz compartilhou seus saberes numa perspectiva de diálogo com as diferenças.

O público formou-se espontaneamente, envolvendo crianças, jovens e alguns idosos. O percurso pedagógico ocorreu do seguinte modo:

a) foram apresentados, como elementos fundamentais do desenho de figuras naturais ou culturais, o ponto e as linhas retas e curvas; as figuras geométricas planas e os sólidos geométricos;

b) os participantes exercitaram suas capacidades de desenhar figuras a partir das atividades propostas:

– fazer à mão livre sequências de linhas retas e curvas, tentando manter o paralelismo nos traços contínuos;

– desenho de triângulos, quadrados e círculos e suas variações;

– desenhar objetos a partir de formas geométricas;

– representação da profundidade com sombreado.

Em seguida, foi apresentada a noção de perspectiva aplicada ao desenho do cubo, depois a edifícios, utilizando os conceitos de linha do horizonte (LH) e ponto-de-fuga (PF), a fim de desenvolver o entendimento de profundidade.

O público foi composto por moradores da comunidade, visitantes e arte-educadores; alguns já haviam participado da I Oficina de Memória e Xilogravura, em julho de 2012. A participação foi positiva, pois todos aderiram à proposta e entenderam o objetivo principal da Oficina de desenho básico: demonstrar que o desenho figurativo deve começar com um esboço, partindo de figuras geométricas.

 

Dificuldades e imprevistos

Os que não participaram da primeira oficina não sabiam por onde começar, então foi preciso apresentar as noções básicas de desenho apenas mostrando os exercícios que os demais já tinham produzido, diminuindo o tempo de vivência com o ato de desenhar. Enquanto isso, outros já estavam no entalhe ou esperando para a impressão; resultado: ficou difícil me dividir em três turmas de fases distintas ao mesmo tempo. Apesar do imprevisto, ao final da tarde, todos haviam imprimido ao menos uma gravura de cada matriz; a maioria já havia alcançado duas ou três impressões, em cores diversas.

Veja o vídeo da Oficina de Desenho:

Troca de saberes entre sujeitos e saberes: a Oficina de Desenho precedeu a de Xilogravura; foram apresentados elementos fundamentais do desenho: o ponto e as linhas retas e curvas; as figuras planas, ponto de fuga e perspectiva.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Desenho

  1. Aprendo com o proximo o significado do respeito, e como é importante a educação.
    Existem pessoas que precisam ter apoio e dignidade!
    Espero que a sociedade abra os olhos.
    Se cada um fizer sua parte, a educação e o país ganham.
    Temos que passar conhecimento, para lutarmos pelo nosso direitos.

    Curtir

  2. Pingback: Produtos culturais: Oficina de Memória e Xilogravura, Cambury « Clínica do Texto & Informação

  3. Pingback: Partilhanto arte, cultura e informação « Diálogos em Cambury

Qual o significado dessa ação para a sua vida?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s