Vídeo “Quilindo Quilombo”, de Davy Alexandrisky, na videoteca do Cambury

BIBLIOTECA DO QUILOMBO CAMBURY – http://tecnicabiblioteconomia.wordpress.com/

Sobre os quilombolas e o seu passado de luta. Assistam ao

Vídeo “Quilindo Quilombo”, de Davy Alexandrisky.

viaVídeo “Quilindo Quilombo”, de Davy Alexandrisky.

Produtos das Oficinas de Memória: Xilogravuras, Desenhos e Matrizes

APROPRIAÇÃO CULTURAL: ARTE, MEMÓRIA & INFORMAÇÃO

Os produtos culturais do Cambury são criações que expressam ideias, valores, atitudes e criatividade artística e que falam de memória e informação sobre o presente, o passado e o futuro, de origem popular (xilogravura como artesanato), os quais não tem a finalidade de abastecer o mercado de consumo, mas expressar os frutos da APROPRIAÇÃO SOCIAL DE SABERES, cujo valor simbólico e imaterial extrapolam os limites locais.

VISITE TAMBÉM A BIBLIOTECA DIGITAL DO CAMBURY: http://tecnicabiblioteconomia.wordpress.com/arte-xilogravura/

Inauguração da Videoteca Educativa

[object Window]

viaInauguração da Videoteca Educativa.

ESPAÇO DE COMPARTILHAMENTO DE AUDIOVISUAIS E ANIMAÇÕES COM FINS EDUCACIONAIS, um trabalho voluntário da técnica de biblioteconomia, Patrícia Cristina, realizado no QUILOMBO DO CAMBURY, ESCOLINHA JAMBEIRO.

Passados presentes: memória viva africana

Histórias contadas por gerações, desde o século XIX, lembram aventuras de escravos que fugiram do tronco, maldades dos donos de fazendas e criam até alguns fantasmas. Essa memória está muito viva hoje nos remanescentes de quilombos no estado do Rio de Janeiro, onde também se mantêm tradições de origem africana, como o jogo do pau e o jongo.

Em 2011, com a conclusão do documentário “Passados Presentes, memória negra no sul fluminense”, o LABHOI (Laboratório de História Oral e Imagem da UFF) fecha um ciclo de filmes de pesquisa sobre a trajetória, a memória e o patrimônio cultural dos descendentes dos últimos escravos da antiga província do Rio de Janeiro.

A produção começou em 2005 com a realização de “Memórias do Cativeiro”. Essa primeira experiência fílmica abriu novos caminhos de comunicação, de linguagem e de pesquisa e despertou nas professoras Hebe Mattos e Martha Abreu o interesse em expandir e aprofundar acervo e a escrita historiográfica audiovisual do LABHOI (www.labhoi.uff.br).

Cada filme produziu e trabalhou o acervo a partir de um recorte de pesquisa específico, circulando por personagens, lugares, danças, desafios e expressões comuns. Juntos, os diferentes pontos de vista sobre a história dos descendentes dos últimos escravos da antiga província do Rio de Janeiro se somam, permitindo uma visão mais ampla e complexa de cada um dos temas trabalhados.

A coletânea LABHOI da UFF, intitulada Passados presentes, reúne os seguintes filmes:

Para adquirir a coletânea acesse o site da Editora da UFF: www.editora.uff.br

Fonte: http://www.labhoi.uff.br/passadospresentes/

Ilha de Anchieta: do Inferno ao Paraíso – documentário

DO INFERNO AO PARAISO – DOCUMENTÁRIO IMPERDIVEL

Dia 26 de Abril, em Ubatuba, no Auditório do Sobradão do Porto, ocorrerá a estreia do filme documentário “Do INFERNO AO PARAÍSO” (A Rebelião da Ilha Anchieta ), com o apoio da Prefeitura de Ubatuba e da Fundart. O documentário retrata a história verídica daquela que foi considerada a maior rebelião de presos do mundo, ocorrida em 1952 na Ilha Anchieta – Ubatuba – SP. Conta com depoimentos do Tenente Samuel Messias de Oliveira e demais personalidades. A estreia em São Paulo está prevista para o mês de Junho.

Sinopse

O documentário “DO INFERNO AO PARAÍSO-ILHA ANCHIETA”, uma realização da ND PRODUÇÕES com direção de Dimas Oliveira Junior e José Inácio da SIlva, conta a história de talvez a maior rebelião de presos do mundo, ocorrida em 20 de Junho de 1952, no Presídio de Segurança Máxima da Ilha Anchieta (Ubatuba-SP). Com depoimentos do escritor e pesquisador Tenente Samuel Messias de Oliveira e de sobreviventes da rebelião, o documentário apresenta fatos inéditos sobre o fato, justamente neste ano em que se comemoram 60 anos da sangrenta rebelião. Tempo total do documentário: 60 minutos.

Realização: ND Produções Artísticas; Produção: 2012

 

Do inferno ao paraíso

************************************************************

Assista o trailer do documentário

 

Fonte: http://youtu.be/bcNc5L4EE0A