Ação Cultural: começou a Oficina de Fotografia Pinhole

Ontem, dia 8 de Julho, teve início a Oficina de Fotografia Pinhole, no Quilombo do Cambury, e vai durar até o final de semana.

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.412848572164760.1073741875.279706808812271&type=1

 

O que é o Projeto?

Desde 2004, o projeto Click na Lata e Cia atende crianças e jovens da periferia de São Paulo, ensinando-lhes a arte da Fotografia. No começo acontecia na Vila Maria Alta, Centro Social Leão XIII, sob o nome de Projeto Olho Mágico. Depois, consolidou-se em 2007, na SAMOSI – Sociedade Amigos dos Moradores de Vila Santa Inês, sendo contemplado/subsidiado com os prêmios Criando Asas – Instituto Asas/Red Bull e Instituto Criar de TV, Cinema e Novas Mídias (2007/2008), Programa VAI – Valorização às Iniciativas Culturais – Prefeitura de São Paulo (2008/2009), Prêmio Cultura Viva – Ponto de Cultura (2009-2012) e Prêmio Laureate – Universidade Anhembi-Morumbi/Laureate Foundation (2012).

 

Passados 9 anos de projeto, o Click na Lata e Cia… atendeu mais de 1000 pessoas, principalmente crianças e jovens, além de adultos, também curiosos. Realizou mais de 15 exposições e pelo menos 10 workshops, realizados em lugares variados como a Fundação Casa, Casas de Cultura, ONGs e Diversos eventos coletivos e colaborativos. A ideia do projeto, além de propiciar o primeiro contato com a arte da fotografia pinhole (câmera escura), é ampliar a visão de mundo das pessoas, fazendo-as perceber o seu mundo e seu entorno de maneira diferente. Incentivamos no aluno a descoberta e questionamos o seu olhar, por meio das oficinas.

 

A oficina é um encontro lúdico, onde os alunos confeccionam primeiro uma Caixa Ótica (caixa de luz), e em seguida reciclam uma lata, transformando-a numa câmera fotográfica de orifício (câmera escura). Num laboratório improvisado, os próprios alunos “carregam” e depois de um passeio fotográfico pela comunidade, revelam , lavam e estendem num varal coletivo, suas fotos. A oficina é realizada com “pinceladas” nas aulas que se aliam e alinham a qualquer componente curricular como Língua Portuguesa, História, Geografia, Matemática, Química, Física, entre outros. Ao final, é realizada uma exposição aberta aos pais, amigos e comunidade.

 

Click na Lata e Cia… é portanto o “carro-chefe” do Coletivo Mundo em Foco, formado em 2004, por jovens engajados com questões sociais que envolvem a comunidade. O grupo trabalha diretamente com diversas tecnologias e temas como: tv, vídeo, cinema, internet, fotografia, artes plásticas, meio ambiente, teatro, literatura, entre outros.

 

De onde surgiu a ideia de uma Oficina no Quilombo?

 

De um amigo, fotógrafo e apoiador do projeto, o fotógrafo Márcio Ramos, antigo morador de Ubatuba, que visitou a comunidade por muitas vezes ainda sem energia elétrica. Ele sempre teve o desejo de realizar uma oficina de fotografia, mas os novos trabalhos e desafios o impediram de retornar. O Márcio, quando nos conheceu em 2009, logo sugeriu de realizar uma oficina lá. A vontade sempre foi grande e acreditamos que dessa vez, conseguiremos. Impulsionados pelo Hub Fellowship – Jovens Empreendedores Sociais, nós do Mundo em Foco, resolvemos topar o desafio de levantar uma grana e realizar um sonho que vem atravessando os anos.

 

A oficina visa registrar a comunidade do Quilombo do Cambury, ajudando na documentação histórica do local, retratando seus costumes, suas crenças, memórias, saberes, artes, geografia e seu povo. Buscamos um intercâmbio cultural, onde a troca de saberes se fará presente e necessária. É nesse intuito de escuta, olhar o próximo, sentir suas necessidades e expor seus sentimentos por meio da arte que queremos estar presentes na localidade.

A oficina começou ontem, dia 8 e vai durar a semana toda!!!

LINKS PARA ENTENDER MELHOR:

 

Começou a Oficina de Fotografia Pinhole na sede da Associação quilombola do Cambury. No detalhe, Catarina e os jovens da comunidade. Julho 2013.

 

 

 

Anúncios

Memória viva da cultura de Cambury “Vai quem quer”

Bloco carnavalesco do Cambury “Vai quem quer”

A elite cultural do país costuma ignorar a existência das festas populares. A boa notícia é que em 2013, o bloco de carnaval popular do Cambury “Vai quem quer” foi reconhecido pela Fundart e a Secretaria de Cultura do município, como um dos mais antigos da cidade de Ubatuba.

O idealizador e promotor da tradicional marcha de carnaval é o caiçara conhecido como Simão Preto, homem simples, cordial e hospitaleiro, que mora no setor Jambeiro do bairro do Cambury, entre o mangue e a praia. Lá, ele recebe vários amigos e outros amantes do samba para se divertir, trocar ideias e pensar formas de intervenção cultural na região norte do estado de São Paulo, bastante esquecida pelo poder público há algumas décadas.

Simão Preto, mestre e regente do tradicional bloco do Vai Quem Qué, divide seu quintal com uma comunidade de guaiamuns, caranguejos de restinga. Neste vídeo ele nos conta como seus inquilinos reagem à presença da luz. “É o guaiamum em choque com a noite que reluz! Óh que saudade!”

Simão Preto é como um mestre griô que reúne amigos em torno do canto, da música e do batuque dos tambores, expressão cultural que faz parte da tradição dos moradores caiçaras e quilombolas do bairro do Cambury, divisa entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Veja galeria de imagens sobre o Bloco de Carnaval “Vai Quem Quer”, organizado por Simão Preto, na praia do Cambury:

https://estacaomemoriacamburi.wordpress.com/protagonistas/simao-preto/.

Camiseta oficial do bloco de carnaval do Cambury "Vai quem quer", 10 de fevereiro de 2013.

Camiseta oficial do bloco de carnaval do Cambury “Vai quem quer”, 10 de fevereiro de 2013.

Notícias e Programação Cultural da Fundart

“19º Festival do Camarão da Almada”

Tem início dia 26 de julho

Com apoio da Prefeitura e da Fundart, começa no próximo dia 26 o já tradicional Festival do Camarão da Almada que seguirá até o dia 29, na Praia da Almada. “A Vida, a Arte e a Cultura Caiçara” terão presença marcante. Além de gastronomia, tendo o camarão como carro chefe, a festa reúne muitos grupos musicais, corrida de canoas e outras atrações. Endereço: Praia da Almada, norte de Ubatuba, BR 101 – Km 13.

 

Oficina de Fotografia Fundart

Abre a exposição  Fotógrafos de Ubatuba no

Sobradão do Porto

Abre no próximo dia 27 e termina dia 29 a Exposição da Oficina de Fotografia da Fundart, com trabalhos dos alunos do fotógrafo oficineiro Ernesto Zambon. Com isso, além da apresentação das fotografias da oficina, que ocorria no final do ano, agora optou-se por realizá-la, também em julho, quando as oficinas entram em recesso, o que vem motivar ainda mais os alunos. Essa prática já ocorreu com pelo menos 22 oficinas, em 2012, produzindo resultados bastante positivos. Na abertura teremos apresentação da pianista Fernanda Bishof.

 

Sábado 28/07 no Sobradão do Porto tem

Jongo Maracatu e Fandango Caiçara

Pelo Ponto de Cultura Olhares de Dentro, o Grupo “Ô de Casa” vai se apresentar em frente ao Sobradão do Porto (Praça Anchieta-Centro), com apoio cultural da Fundart.

Será sábado, dia 28/07, às 17 horas.


Dupla Zé Pedro e Manoel

Lança CD em Ubatuba

A dupla sertaneja de Ubatuba, Zé Pedro e Manoel, acaba de lançar o CD, Amigos, com repertório de sua própria autoria. O disco, que vinha sendo planejado a um bom tempo, tem apoio institucional da Fundart e os autores salientam, ainda, o reconhecimento dos amigos Flávio Valadão e Manfred.


“SISTEMA NACIONAL DE CULTURA” SEDIOU

SEMINÁRIO REGIONAL EM UBATUBA

Com representação de oito municípios Seminário teve a presença do Ministério da Cultura e adesão oficial de Ubatuba ao Sistema Nacional de Cultura do MinC, comunicada pelo representante do Prefeito Eduardo César, Clingel Frota.

Em torno de noventa pessoas participaram do evento, no último dia 16 de julho no Sobradão do Porto, patrocinado pela Fundart e Prefeitura de Ubatuba, com a representação do Ministério da Cultura para o Estado de São Paulo. Falando em nome do prefeito Eduardo César, Clingel Frota, Chefe de Gabinete, deu a ótima notícia do evento: “O prefeito já efetuou e encaminhou, online, o cadastramento do município, ao Ministério da Cultura e tão logo haja a devolutiva, ato contínuo, fará a assinatura do termo”, e acrescentou: “o tema cultura deixará de ser isolado na Administração Pública para se tornar uma política de governo, o que transcende a vontade de apenas um gestor, submetendo-se ao interesse maior da sociedade como um todo”, finalizou Clingel, ao agradecer os representantes do Ministério e os demais componentes da mesa, o presidente da Fundart, Pedro Paulo e o Vereador Adilson Lopes.

A convite da Fundart e da Prefeitura, a presença dos representantes do MinC, de São Paulo, conferiram conteúdo especial ao evento, com falas esclarecedoras sobre o funcionamento do Sistema Nacional de Cultura. Valério Bemfica, Chefe da Representação do Ministério da Cultura no Estado de S. Paulo, Frederico Roth, representante da UNESCO junto ao Ministério e Mônica Fonseca Severo, falaram com o público durante as quase três horas de duração do evento que registrou sucesso.

Além de agradecer a todos e, enfaticamente, aos representantes do MinC. Pedro Paulo exaltou a importância do Seminário e principalmente a adesão oficial de Ubatuba ao Sistema. “Há que se registrar que se trata de momento histórico para Ubatuba e sua cultura e por isso agradeço ao Prefeito Eduardo, bem como a todos aqueles participantes da primeira e da segunda Conferência Municipal da Cultura”.

A Fundart realizou a 1ª Conferência de Cultura, em 2009 e a 2ª, recentemente, visando a criação do Conselho Municipal de Cultura e consequente inserção de Ubatuba no Sistema Nacional para que possamos participar dos programas estaduais e federais, usufruindo de seus recursos e cumprindo os padrões estabelecidos por políticas públicas de cultura”.

Dos 645 municípios do Estado de S. Paulo, apenas 93 aderiram, até agora, ao Sistema. Ubatuba estará brevemente inscrito, dando passo muito importante.

 

Matéria sobre a realidade dos índios do Brasil

Mostra estudo de autora local

A “Revista Repasse”, ano 01 –nº01, da Editora Casa e Cultura, apresenta uma matéria importante sobre os nossos índios, intitulada “A realidade atual dos índios brasileiros”, de autoria de Maria Aparecida Honório – Ceci. Em seu segundo parágrafo, Ceci nos diz: “índio é uma categoria genérica, que não remete a nenhuma identidade cultural específica, mas ao fato de o indivíduo ser nativo de um determinado lugar. Os invasores europeus, acreditando terem chegado às Índias, e não ao Brasil, chamaram os habitantes do local de “índios”. A matéria tem sequência com informações preciosas sobre o assunto. Maria Aparecida Honório é doutora em Linguística, Psicóloga e Pesquisadora do Núcleo de Estudos da Memória, Cultura, Orali dade e Imagem, da Universidade de Brasília, e do Grupo de Pesquisa História das Comunidades de Falantes da FFCL da USP, entre outras participações no mundo acadêmico. Fez palestra recente na Fundart, quando lançou seu livro, MBA´EPU ETE´I – Instrumentos Sagrados: narrativas, confecção e uso – a partir da Comunidade guarani da TeKoa Jaexaa Porã de Ubatuba. Referida obra está à venda na Fundart.

“Felizmente estão aparecendo, mais recentemente, publicações com foco na cultura, contrariando outras, de conteúdo fútil”, disse o presidente da Fundart.

 

Mariana Cioromila

“Um privilégio de Ubatuba”

Pouquíssimos sabem que em Ubatuba vive, desde 2001 a famosa mezzo-soprano Mariana Doina Helzberg Cioromila. Natural da Romênia, atuou em 64 papéis de Ópera incorporadas em 30 anos de atividade artística em 32 países do mundo. É vencedora de 6 Concursos Internacionais de Canto: Barcelona, Atenas, Moscou, Rio de Janeiro, Holanda e Áustria. No Brasil cantou por três vezes no Festival de Manaus, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro e no Municipal de São Paulo.

O último prêmio conquistado por Cioromila foi a Ordem do Mérito Cultural Carlos Gomes, no dia 27 de fevereiro de 2012, da Sociedade Brasileira de Artes, Cultura e Ensino – SBACE, em São Paulo. É doutora em Canto Lírico pela Universidade Estadual de Campinas – Unicamp. Atualmente, é professora da Oficina de Canto Lírico da Fundart.

Sua grande experiência e talento a levou a atuar com Plácido Domingo, José Carreras, Gioseppe di Stefano, Giuseppe Patane, Gianfranco Masini, René Jacobs, Zubin Metha dentre muitos outros. Lecionou canto lírico na UNICAMP, Universidade Livre de Música “Tom Jobim” e Cantareira S. Paulo. Os críticos do mundo musical internacional descreveram a técnica e a interpretação de Mariana Cioromila como: “calor vocal e coloraturas rápidas nos agudos e graves”…; “voz e técnica muito segura”…; “encantadora presença cênica de voz ampla, com graves inquietantes, chantili como jovem e fina, sensível, quando madura…” Personalidade que soube parar em glória e oferecer aos jovens a maturidade profissional.

Mariana Cioromila é professora da Oficina de Canto Lírico da Fundart, o que privilegia, à nossa Fundação. É um privilégio de Ubatuba.

Pedro Paulo T. Pinto


Cultura Tradicional de Ubatuba no

“Revelando São Paulo” – em São José dos Campos

Através da Prefeitura e da Fundart, a Cultura caiçara de Ubatuba está representada no Revelando São Paulo (Secretaria de Estado da Cultura – Abaçai Cultural), em São José dos Campos. O importante evento que reúne anualmente a produção cultural tradicional paulista, tem a participação de Ubatuba com a culinária e o artesanato (típicos), além da apresentação dos grupos de Folia de Reis, Folia do Divino e Congada de Bastões, bem como de representação do grupo, Ô de Casa, do Quilombo da Fazenda, pelo Ponto de Cultura Olhares de Dentro, o que ocorreu no último dia 09 de julho.

 

Lei Municipal Reconhece

“Maria Comprida” Patrimônio Histórico

A Lei Municipal 3559, de 19 de junho de 2012, do Vereador Adilson Lopes, “reconhece como Patrimônio Histórico, Cultural e Social de interesse Turístico do Município de Ubatuba a canoa “Maria Comprida”. Aprovado pela Câmara Municipal, o documento foi, sancionado pelo Prefeito Eduardo César. A lei estabelece que a manutenção e a conservação da histórica canoa fica a cargo da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba – Fundart.

Em seu Art. 3º diz o documento: “Fica sob responsabilidade da Fundart, criada pela Lei Municipal nº 893, de 25/11/1987, a elaboração e construção de um espaço adequado (Memorial) para a exposição da canoa “Maria Comprida” e de todo o seu histórico, atendendo assim a sociedade ubatubense e os turistas que visitam a cidade, podendo essa edificação ser realizada em parceria público – privado.

História

Conduzida pelos remadores ubatubenses, Artur Alexandrino, Jango, Barroso, Carrinho e Nilo, a canoa Maria Comprida foi levada, a remo, da Praia do Itaguá até Santos (Ponta da Praia) em 1973, em memorável expedição coordenada pelo professor Joaquim Lauro Monte Claro Neto. A travessia foi realizada em dois dias e meio numa verdadeira aventura que marcou intensamente o orgulho caiçara. O fato foi grandemente comemorado. Na sequência os mesmos remadores realizaram travessia Ubatuba a Paraty, bem como participaram de muitos eventos do gênero, sempre com grandes performances.

Na última Festa de São Pedro Pescador, no último dia 30 de junho, a Fundart homenageou os feitos da canoa Maria Comprida e seus remadores da época, e o professor Joaquim Lauro, durante a Corrida de Canoas. “Maria Comprida”, restaurada recentemente, foi colocada no mar e conduzida em apresentação pelos participantes mais antigos da referida corrida. Saiu em cortejo acompanhada pelas canoas participantes do evento, com grande salva de palmas do público presente.

 

Concurso Literário Ubatuba – 2012

Inscrições estão abertas na Fundart e o

Regulamento está em nosso site: http://www.fundart.com.br

Dia 18 de maio, às 20 horas a Fundart realizou o Lançamento do Concurso Literário Ubatuba – 2012, com um Sarau Litero Musical. O evento que acontece há vinte e quatro anos. A partir da criação da Fundart, em 1987, passou a ser promovido pela instituição cultural, que ampliou sua abrangência. Mais de duzentas e cinquenta obras vêm sendo inscritas nos últimos três anos. O Concurso de Poesia “Idalina Graça”, Concurso de Conto “Washington de Oliveira” e o Concurso de Texto de Teatro “Tia Helô”, compõem o evento.

Na abertura, dia 18, este ano foi homenageado o renomado poeta Cassiano Ricardo, filho de São José dos Campos, e único escritor do Vale do Paraíba, e por vizinhança, do Litoral Norte, que pertenceu a Academia Brasileira de Letras.

O compositor, violonista e cantor Joca Freire se apresentou com musicas que compôs para poemas de Cassiano Ricardo e o jornalista Júlio Ottoboni, especialista da obra do poeta, proferiu palestra sobre o trabalho do importante autor.

AS INSCRIÇÕES PARA O CONCURSO LITERÁRIO UBATUBA-2012 ESTÃO ABERTAS NA SEDE DA FUNDART – PRAÇA NÓBREGA, 38. INFORMAÇÕES PELOS TELEFONES 3833-7000 / 7001. AS INSCRIÇÕES E REGULAMENTO PODERÃO SER ACESSADAS EM NOSSO SITE WWW.FUNDART.COM.BR

 

Oficina de Maracatu

É próxima atração na Fundart

Em agosto a Fundart irá iniciar uma Oficina de Maracatu. O projeto, contratado no inicio do ano, não foi iniciado por questões técnicas ligadas ao instrumental (alfaias e xequerês). Oportunamente serão abertas as inscrições.


Oficina Teatro de Animação na Fundart

De 2 de agosto a 20 de setembro, todas as quintas-feiras, a partir das 18 horas, no Sobradão do Porto, teremos a Oficina de Construção de Marionetes Ecológicos, sob a orientação de Anderson Guiam, da Cia. Fulô (Teatro de Bonecos de Ubatuba). A promoção é da Fundart através da Oficina Cultural “Altino Bondesan” – São José dos Campos, Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. Inscrições limitadas: (12)91177533 – 96337727 – andersonguiam@yahoo.com.br , ou ainda na Fundart, telefones: 3833-7000/7001

 

PRÓXIMOS EVENTOS FUNDART

– Concurso Literário Ubatuba/2012

– Caiçarada – em Agosto

 

Espaço Associação Lira Padre Anchieta de Ubatuba

“Educação Musical e qualidade de vida”

Cursos

Associação Lira Padre Anchieta e Fundart oferecem os seguintes cursos:

1 – Coro Adulto da Lira – Aulas de Coral nos dias de segunda e sexta feira das 19 às 21 horas no casarão da FUNDART – Sala Maestro Herculano.

2 – Lira do Amanhã – Projeto que tem como objetivo o ensino da musica instrumental a crianças de 9 a 16 anos de idade. As aulas acontecem aos sábados das 14 às 17 horas no casarão da FUNDART – Sala Maestro Herculano.

3 – Bateria e Percussão – Curso sem limite de idade com início no dia 08 de agosto nos dias de segunda e quarta feiras nos períodos de manhã, tarde e noite no Sobradão da Fundart – Sala Maestro Pedrinho.

Atenção:

Está a venda na Fundart o Cd comemorativo aos 50 anos da Banda Lira Padre Anchieta.

 

Agenda Cultural Fundart

Julho

Dia 26 – Quinta Feira

9h45 – Banda Lira Padre Anchieta

Em Frente ao Antigo Fórum – Praça Nóbrega, 54 – Centro

Dia 26 à 29 – Quinta-feira à Domingo

19h00 – Festival do Camarão

Praia da Almada

Dia 27, 28 e 29 – Sexta à Domingo

20h00 – Exposição da Oficina Cultural de Fotografia

Apresentação de Piano com Fernanda Bischof

Sobradão do Porto

Dia 28 – Sábado

17h00 – Apresentação do Grupo “Ô de Casa”: Jongo, Maracatu e Fandango Caiçara

Sobradão do Porto

21h00 – Banda Lira Padre Anchieta

Praça Exaltação à Santa Cruz

Dia 29 – Domingo

21h00 – Grupo Musical “Sexteto Caiçara”

Sobradão do Porto


Agenda cultural – Fundart – matrículas abertas!

Oficinas Culturais Fundart/2012

43 cursos tiveram início neste mês

No último dia 1º de março tiveram inicio as Oficinas Culturais Fundart. Este ano, 43 cursos funcionam, distribuídos pelas regiões: norte, oeste e centro.

São eles: Artesanato (biscuit); Dança de Rua; Pintura em Tecido; Capoeira; Reciclagem; Acessórios e Bijuterias; Jogos e Brinquedos; Artesanato; Cestaria e Jornal; Cenas do Cotidiano; Preparação de Atores; Bordado; Teclado; Dança do Ventre; Piano; Dança de Salão; Tecelagem; Canto Lírico; Coral Adulto; Cerâmica; Iniciação às Artes; Fotografia; Teatro Dança; Teatro 3º Idade; Teatro Infantil; Preparação para Atores; Bordado; Pintura em Tela; Desenho; Cavaquinho; Violão; Artes Circenses; Percussão; Ballet Clássico.

Obs. Alguns dos cursos acima citados têm desdobramentos, como a capoeira, com 2 modalidades.

As matriculas estão abertas. Informe-se pelos telefones: (12) 38337000/38337001 ou pessoalmente na Fundart, Praça Nóbrega, 54 – Centro (antigo Fórum). Alguns cursos estão com vagas esgotadas.


Corpo de Baile de Caraguatatuba

Faz apresentações em Ubatuba

Mostrando o espetáculo “Encontros”

Com três apresentações, o Corpo de Baile de Caraguatatuba se apresentará em Ubatuba no próximo dia 24, sábado. Pela manhã, às 10h00, o espetáculo será na Praça Bip (local da Feira Livre). À noite, às 20h30, será na Praça da Matriz. No período da tarde, às 16h00, no Sobradão do Porto (fundos), entrada pela Rua Balthazar Fortes, será franqueado um Workshop de dança pelo grupo.

O Corpo de Baile foi vencedor do último PROAC – Novas Produções em Dança e está iniciando uma série de apresentações por várias cidades. A direção geral é de Cristina Neves.


Com 23 anos de história

Paixão de Cristo/2012 prepara encenação

A montagem do espetáculo de encenação da Paixão de Cristo/2012, que este ano completará 23 anos de história, em Ubatuba, já teve início a partir do último dia 27 de fevereiro, e prosseguirá durante todo o mês de março.

A apresentação será no próximo dia 06 de abril – Sexta-feira da Paixão, na Praça de Eventos; Av. Iperoig (Calvário) e Morro da Prainha (Crucificação e Ressurreição).

Participe da “Paixão de Cristo”

Inscreva-se para participar do elenco. Informações pelos telefones: (12) 3833-7000/7001 (Fundart), com Marilena Azevedo ou diretamente no Convívio das Artes – Av. São Paulo, nº 379 – Perequê-Açu, de 2ª a 5ª feira, a partir das 19 horas.


Anunciando a Romaria / 2012

Folia do Divino Espírito Santo

Fez apresentação no Auditório Fundart

 O grupo de Folia do Divino Espírito Santo, de Ubatuba, se apresentou no Auditório Fundart no último dia 02 de março, para anunciar a saída da Romaria, que teve início no dia seguinte, 03/03, visitando o Camburi e domingo o bairro da Fazenda.

O público presente teve a oportunidade de conhecer as referências históricas que constituem a tradição milenar, bem como de ouvir ao vivo o grupo de “foliões” que, anualmente, “carrega” essa manifestação.

O grupo é constituído por Pedro Victor (mestre); Jorge Barbosa (viola e voz); Laureana Oliveira (tipe); Mário Luiz de Oliveira (rabeca); Manoel Moisés (viola e voz) e Mário Ricardo de Oliveira (rabeca).

Homenagem aos antigos foliões

Na ocasião a Prefeitura e a Fundart, promotores do evento, homenagearam os antigos foliões: Joaquim Emídio (viola); Otávio Batista (mestre); Iaiá (caixa/tipe); Santinho (viola); Maria Macuca (tipe); Constantino (mestre); Alino (rabeca); Gustavo Barbosa (viola); Dito Rita (viola); Oscar Barbosa (viola); Antonio Manezinho (rabeca); Silverio (viola); Victor Manoel – Vitô (Viola); Generoso (viola); Fabiano Tantão (mestre); Otaviano (viola); Manoel Roque (mestre); Diniz Cabru (viola); Juvenal Félix (rabeca); Adelódio (rabeca); Alfredo Coutinho (viola); Benedito Paratiano (mestre); João Brandão (rabeca); João Ferreira (mordomo); Romão Moreira (mordomo); Gustavinho (viola); Antonio Macuco (mestre); Maneco Armiro (rabeca); Pedro Brandão (mestre); Orlando (mestre); Ricardo (rabeca); João Paulo (viola).


Caminhos da Folia do Divino Espírito Santo / 2012

De três de março até o final de junho (durante quatro meses), o grupo de Folia do Divino Espírito Santo visitará os seguintes bairros:

Região Norte; Camburi, Fazenda da Caixa, Almada, Picinguaba, Praia do Engenho, Praia do Estaleiro, Ubatumirim (praia e sertão), Vila Rolim, Cambucá, Vila Índia, Puruba (praia e sertão), Promirim (praia e sertão), Itamanbuca (vila e sertão), Morro do Tiagão, Praia Vermelha, Barra Seca, Taquaral, Jardim Ubatuba, Sumidouro, Perequê-Açu, Usina Velha e Barra dos Pescadores (centro). Região Sul; Sertão da Quina, Maranduba, Bonete, Fortaleza, Lázaro, Perequê-Mirim, Enseada, Toninhas, Itaguá, Estufa 1 e 2. Região Oeste; Marafunda, Ipiranguinha, Jardim Ipiranga, Vale do Sol e Figueira.

A Folia do Divino Espírito Santo

No contexto cultural de Ubatuba

Os valores de nossa cultura identitária, que se mostram por intermédio de seus portadores autênticos, expressam nosso rico patrimônio imaterial, valorizando nossa cultura.

Considerando a importância das manifestações próprias do lugar, e que representam símbolos fortes de nossa identidade, históricamente, é que temos dedicado atenção para o registro e fomento da cultura caiçara.

Anualmente, o grupo de Folia do Divino Espírito Santo sai em Romaria por bairros do município, em promoção conjunta da Prefeitura Municipal e da Fundart, no sentido de manter viva uma tradição trazida ao Brasil pela colonização portuguesa a partir do século XVII.

O grupo de “foliões” neste 2012, faz sua romaria por várias comunidades, e é constituído de : Jorge Barbosa (viola e voz); Laureana Lúcia de Oliveira Santos (voz); Mário Luiz de Oliveira (rabeca); Pedro Vitor – Mestre (caixa); Mário Ricardo de Oliveira (rabeca) e Manoel Moisés (viola).

PRÓXIMOS EVENTOS FUNDART

– Espetáculo de Dança – dia 24/03

– Exposição Artesanato Quilombola – dias 07 e 08/03

– Encenação da Paixão de Cristo – em dia 06/04

– 89ª Festa de São Pedro Pescador – em Junho

 

Espaço Associação Lira Padre Anchieta de Ubatuba

“Educação Musical e qualidade de vida”

 

Cursos

Associação Lira Padre Anchieta e Fundart oferecem os seguintes cursos:

1 – Coro Adulto da Lira – Aulas de Coral nos dias de segunda e sexta feira das 19 às 21 horas no casarão da FUNDART – Sala Maestro Herculano.

2 – Lira do Amanhã – Projeto que tem como objetivo o ensino da musica instrumental a crianças de 9 a 16 anos de idade. As aulas acontecem aos sábados das 14 às 17 horas no casarão da FUNDART – Sala Maestro Herculano.

3 – Bateria e Percussão – Curso sem limite de idade com início no dia 08 de agosto nos dias de segunda e quarta feiras nos períodos de manhã, tarde e noite no Sobradão da Fundart – Sala Maestro Pedrinho.

Atenção:

Está a venda na Fundart o Cd comemorativo aos 50 anos da Banda Lira Padre Anchieta.

Agenda Cultural

Março

Dia 24 – Sábado

10h00 – Apresentação do “Corpo de Baile de Caraguatatuba”

Praça Bip

16h00 – Wokshop de Dança

Auditório Fundart

20h30 – Apresentação do “Corpo de Baile de Caraguatatuba”

Praça da Matriz

 Dia 29 – Quinta-feira

09h45 – Banda “Lira Pe. Anchieta”

Praça Nóbrega

 31 – Sábado

20h30 – Banda “Lira Pe. Anchieta”

Praça Exaltação à Santa Cruz


À venda na Fundart

Praça Nóbrega, 54 – Centro – Tels. (12) 3833-7000/7001

– Livro “Ser Tão Mar” – Poesia – Jorge Ivan Ferreira e Pedro Paulo T. Pinto – R$10,00

– Livro “Balthazar e Benedicta” – de Maria Helena T. C. de Barros – R$85,00

– Livro “Tradições Culturais do Quilombo da Fazenda” R$ 20,00

– Livro “Terra Ar Fogo e Mar” Pintura e Poesia, autora Judith Ribeiro de Carvalho – R$59,00

– Livro “Com quantas memórias se faz uma canoa” R$ 35,00

– DVD “Com quantas memórias se faz uma canoa” R$ 20,00.

– CD duplo e DVD “Dias de Caiçara” R$ 43,00 e R$ 46,00, respectivamente

– CD “50 anos da Banda “Lira Pe. Anchieta” R$10,00

– CD e revista “O Auto do Boi de Conchas” – R$ 6,00

– DVD “Tributo a Elpídio dos Santos” (Fafá de Belém, Renato Teixeira, Zeca Baleiro, Zé Geraldo, Negão dos Santos, Renata Marques, Gabriel Guedes, Gabriel Sater, Chico Teixeira, Nô Stopa, Mariana Belém, João Teixeira, Suzana Salles, Joana Egypto e Camilo Frade) R$ 29,90 e o CD R$ 15,00

– CD “Canto Caiçara” R$ 10,00

– CD “Caiçarando” R$ 10,00

– Livro “Ilha Anchieta” – Rebelião, Fatos e Lendas” – do Ten. Samuel Messias de Oliveira – R$ 20,00

– Livro “Eu tenho o meu sonho” – sabedoria e os causos do seu Zé Pedro, Mestre quilombola da Casa da Farinha de Ubatuba-SP

de Moacyr Pinto” R$ 15,00

– Livro “Caiçara: A fartura de um povo na salmoura” R$ 20,00

-Livro “MBA´EPU ETE´” – Instrumentos musicais sagrados dos índios Guarani: Narrativas, Confecção e Uso.” R$ 25,00

Acesse nosso site: http://www.fundart.com.br

Acesse nosso blog: fundartubatuba.blogspot.com

Participe do nosso Facebook: http://facebook.com/Fundart

“Povo que não tem memória não tem nada pra contar.”

Idalina Graça