CARTA DE REIVINDICAÇÕES: DIREITO À SAÚDE NO CAMBURY

JOVEM QUILOMBOLA MORRE DE MENINGITE – “NÃO HÁ VACINAS” EM UBATUBA!

CARTA DE REIVINDICAÇÕES A ALESP

Viemos por meio desta Carta comunicar o óbito da adolescente quilombola, Luciana Cruz dos Santos, 14 anos, no quilombo do Cambury, no dia 21 de janeiro de 2013. Ela faleceu de meningite bacteriana por falta de atendimento especializado. Na ocasião, representantes da Secretaria de Saúde de Ubatuba estiveram no quilombo e alegaram que “não há vacinas para toda a comunidade”. Que os preços da vacina eram “muito altos”, caracterizando o desconhecimento do direito humano à SAÚDE E À VIDA.

Exigimos providências e soluções urgentes para sanar a precariedade do Serviço Público de Saúde do município de Ubatuba; os quilombolas e caicaras do bairro do Cambury exigem que se cumpram os direitos da Constituição; que haja imediata contratação de médicos, que exerçam PLANTÃO MÉDICO DIÁRIO, e não ocasional (atualmente, vem uma vez por mês) no postinho de Saúde do bairro do Cambury, nas especialidades Pediatria, Geriatria, Gincologia, Clínica Geral e Vacinas.

Oportunamente, registre-se o fato para que tomem ciência: o modesto cemitério do Cambury, onde será sepultada a jovem falecida, foi construído pelas mãos do ancião Sr. Genésio dos Santos, mas este local sagrado para os moradores foi tomado por Camping particular, Agroindustrial Ipê, que construiu enorme lixeira, não reciclável, ao lado do local cercado à visitação, o que é um deliberado assinte à memória dos antepassados quilombola e caiçara.

Convidamos todos aqueles que têm solidariedade e lamentam a morte da jovem artista Luciana Cruz a divulgarem nossas reivindicações na internet, ou enviando e-mails para os deputados da Assembleia Legislativa de SP: Seguem os endereços eletrônicos, de domínio público (só copiar e colar):

spedro@al.sp.gov.br, rfelicio@al.sp.gov.br, salmeida@al.sp.gov.br, tiaopt@uol.com.br, sberaldo@al.sp.gov.br, tiaozinho@al.sp.gov.br, adilsonbarroso@al.sp.gov.br, adiogo@al.sp.gov.br, deputadoafanasio@al.sp.gov.br, padreafonso@al.sp.gov.br, turcoloco@al.sp.gov.br, ademarchi@al.sp.gov.br, anadocarmopt@al.sp.gov.br, amartins@al.sp.gov.br, afernandes@al.sp.gov.br, amentor@al.sp.gov.br, scuriati@al.sp.gov.br, ajardim@al.sp.gov.br, aapinto@al.sp.gov.br, baleiarossi@al.sp.gov.br, bsahao@al.sp.gov.br, cmachado@al.sp.gov.br, cvaccarezza@al.sp.gov.br, carlosneder@al.sp.gov.br, cleao@al.sp.gov.br, ccardoso@al.sp.gov.br, clopes@al.sp.gov.br, coronelubiratan@al.sp.gov.br, dpbraga@al.sp.gov.br, echedid@al.sp.gov.br, eaparecido@al.sp.gov.br, eferrarini@al.sp.gov.br, egomes@al.sp.gov.br, ecorrea@al.sp.gov.br, eniotatto@al.sp.gov.br, ffigueira@al.sp.gov.br, bispoge@al.sp.gov.br, geraldolopes@al.sp.gov.br, geraldovinholi@hotmail.com, gibamarson@al.sp.gov.br, deputado@gilsondesouza.com.br, hpereira@al.sp.gov.br, havanir@al.sp.gov.br, italopt@uol.com.br, jcaramez@al.sp.gov.br, jdonizette@al.sp.gov.br, jcaruso@al.sp.gov.br, jbittencourt@al.sp.gov.br, jccrespo@al.sp.gov.br, jcstangarlini@al.sp.gov.br, jdilson@al.sp.gov.br, gabinete@josezico.com.br, lcgondim@al.sp.gov.br, mbueno@al.sp.gov.br, madantas@al.sp.gov.br, mlamary@al.sp.gov.br, mlprandi@al.sp.gov.br, mreali@al.sp.gov.br, mtortorello@al.sp.gov.br, mbragato@al.sp.gov.br, mmenuchi@al.sp.gov.br, gabmiltonflavio@al.sp.gov.br, mvieira@al.sp.gov.br, gabinete@nivaldosantana.com.br, omorando@al.sp.gov.br, pthomeu@al.sp.gov.br, psergio@al.sp.gov.br, ptobias@al.sp.gov.br, rsilva@al.sp.gov.br, rsimoes@al.sp.gov.br, rcastilho@al.sp.gov.br, rtripoli@al.sp.gov.br, ralves@al.sp.gov.br, rengler@al.sp.gov.br, rfelicio@al.sp.gov.br, rmorais@al.sp.gov.br, rcsilva@al.sp.gov.br, rgarcia@al.sp.gov.br, rnogueira@al.sp.gov.br, rtuma@al.sp.gov.br, rbarbiere@al.sp.gov.br, delrose@al.sp.gov.br, saidmourad@al.sp.gov.br, salmeida@al.sp.gov.br, tiaopt@uol.com.br, sberaldo@al.sp.gov.br, spedro@al.sp.gov.br, ssantos@al.sp.gov.br, tiaozinho@al.sp.gov.br, vlopes@al.sp.gov.br, vsiraque@al.sp.gov.br, vlima@al.sp.gov.br, vcandido@al.sp.gov.br, vcamarinha@al.sp.gov.br, vsapienza@al.sp.gov.br, wsalustiano@al.sp.gov.br, wagnello@al.sp.gov.br, zmassih@al.sp.gov.br

Criança quilombola morre de meningite em Cambury!

Não há vacinas para as pessoas que mantiveram contato. Só a mãe é vacinada!

O médico vem ao postinho uma vez por mês.

Os moradores do Cambury estão orfãos de Luciana, por descaso e omissão do poder público!!!

Cambury exige PROVIDÊNCIAS

https://estacaomemoriacamburi.wordpress.com/2013/01/22/miseria-da-saude-publica-em-ubatuba-cambury-esta-de-luto/

DIVULGUEM NAS REDES SOCIAIS – “CARTA DE REIVINDICAÇÕES A ALESP

https://estacaomemoriacamburi.wordpress.com/2013/01/26/carta-de-reivindicacoes-a-assembleia-legislativa-sp/

http://www.facebook.com/clinicadotexto/posts/277856212340909

Anúncios

5 pensamentos sobre “CARTA DE REIVINDICAÇÕES: DIREITO À SAÚDE NO CAMBURY

  1. Para mim foi uma honra coletar assinaturas que visam à melhoria da saúde no Cambury. Andei por toda a extensão da praia, no quilombo do Jambeiro, fui ao bar do Isaías, tentei convencer Sr. Donato. Houve resistência, mas ao final colhi mais de 200 assinaturas. É um bom começo!!! Aproximadamente 70% das pessoas com quem conversei já conheciam a Estação de Memórias Cambury – Vamos em frente!!!!!!

    Curtir

  2. Abaixo assinado?Assembleia legislativa de Sao Paulo?Fala serio.Nem os legisladores locais(prefeito,vereadores) tomam uma atitude e vc achando que os safados na capital estao se importando com alguma coisa.Tem que fazer um protesto revindicatorio local,botar estes caras na prensa,nao votar em FDP nenhum,ir para a camara dos vereadores em massa e para a prefeitura e cobrar o que e de direito.Exigir prestacoes de contas das verbas da saude e outras e nao aceitar qualquer conversa ou tostao furado.Porrada neles,remo neles sem do e sem aceitar papo furado.Tem que ser pra ontem,nao para amanha.E agora ou nunca.Saudades,firmeza e beijos no coracao de todos.

    Em 26 de janeiro de 2013 14:00, “Dilogos em Cambury” escreveu:

    > ** > Estao de Memrias Cambury publicou: “ASSUNTO: JOVEM QUILOMBOLA MORRE > DE MENINGITE – NO H VACINAS EM UBATUBA! CARTA DE REIVINDICAES A > ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SP Viemos por meio desta comunicar o bito da > adolescente quilombola, Luciana Cruz dos Santos, 14 anos, no quilombo do > Cambur”

    Curtir

    • Sr. Paulo, queremos agradecer demais pelos seus comentários. Seria muito bom que a Estação de Memórias do Cambury tivesse mais 1 dezena de pessoas que se manifestam aberta e francamente, como tem acontecido nos últimos dias. Nossos sinceros agradecimentos. Pensamos como você. Vamos buscar as vias de diálogo, denúncias temos feito aqui neste espaço desde dezembro de 2011. É pouco, mas antes Cambury não aparecia na internet, ou era confundida com outra Camburi, de São Sebastião, ou era apenas o lugar onde moravam um “bando de negros pobres” nos morros do Jambeiro, como já presenciei em minhas andanças de violeiro por estas bandas, desde 1986.
      Também estou INDIGNADO e po isso reproduzo abaixo meu ponto de vista sobre a Ciência e o Estado.
      Sr. Paulo! Continue participando. Você é realmente um amigo do Cambury.
      As ações culturais da Estação de Memórias Cambury – dispositivo de informação e comunicação digital – tem o objetivo de registrar a memória histórica e cultural da comunidade caiçara e quilombola de Cambury (documentos, fotografias, vídeos, relatos de vida, produtos artísticos etc.), por esta razão entendemos que este espaço de diálogo também é crítico, democrático e aberto. Sempre que possível, não nos limitaremos a informar, mas também discutir e criar.
      A morte de uma artista quilombola, que participava ativamente de nosso projeto de pesquisa, revela que a ciência está cega e o Estado, omisso. Se as ciências médicas ao menos ajudassem a mitigar os problemas de saúde da população pobre e negra de Ubatuba; se o Estado cumprisse seu dever de oferecer serviços de saúde dignos, certamente acabariam estimulando possibilidades transformadoras tanto para a sociedade como para si mesmos. Informar e pedir para que a comunidade científica divulgue que um protagonista da pesquisa morreu de meningite bacteriana e sua família não foi imunizada, tampouco os moradores do quilombo e da praia, envergonha qualquer poder executivo e deixa um vazio insubstituível não só na comunidade, outrossim, compromete até nosso trabalho investigativo. Tudo isso são fatos científicos relevantes, mas não podemos deixar de manifestar nosso “grito de protesto” contra a precária situação da saúde pública de Ubatuba que precisa ser denunciada e superada. Estamos divulgando nas redes sociais: https://estacaomemoriacamburi.wordpress.com/

      Curtir

  3. Pingback: CARTA DE REIVINDICAÇÕES A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA SP « RITA – Rede de Informação em Tecnologia Assistiva

Qual o significado dessa ação para a sua vida?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s